Vejam…

Se a lua lá do céu

Iluminar a flor no nosso jardim,

E se meu corpo quer te emoldurar

É que amo você em mim.

No lume dos olhos

Se viu a claridade ardente do desejo.

A  forma do nosso amor

Esculpirei na lua cheia.

Que vejam… que vejam… e creiam!

A Deriva…

A deriva em um mar de falsas esperanças, cego e ferido de falsas promessas, palavras não ditas, sentimentos escondidos que perdemos oportunidades e oportunidades de demonstrarmos em uma tentativa frustrada de procurar um amor verdadeiro.

A compania da lembrança de sua face que ainda insiste em perturbar meus pensamentos melancólicos e acaba resultando em lagrimas de sangue que só param de cair quando adormeço e consigo alguns momentos de paz, que logo acabam quando lembro o que sinto por você. Um sentimento indescritivél que as meras palavras que eu uso aqui não são capazes de dizer nem a metade disso que pulsa no meu coração, que infelizmente não consigo ver retorno em nenhum ato feito por você.

E a deriva nesse mar não vivo e sim sobrevivo com apenas resquícios do que um dia foi um coração.Esperando a minha hora chegar com meus únicos amigos: Uma garrafa quase no fim de rum e um maço de cigarro , só te faço um único pedido: “Lembre-se de mim nos seus momentos de tristreza e solidão e nunca,  nunca  me deixe morrer em você, pois para mim você é eterna, e éterna será até enquanto durar.

 

P.s I love you

 

Come Back

Agora que perdi você, me mata dizer

Tentei te segurar enquanto você escapava aos poucos

Estou perdendo a batalha

Te tratei tão mal, agora me deixe corrigir meu erro

 

Leave out all the rest.: O desconforto eterno se depositou em mim.

Apesar das palavras parecerem firmes, há algo de vazio nelas,tentando entender como é seguir em frente. Tu me prometeu o céu, e me deu uma pedra, tu me envolve em teus braços e me arrepia até os ossos. Coisas que não serão as mesmas outra vez, tu dizia que a culpa não é tua, e agora aqui estou eu enchendo o copo com doses fortes, depois derramando um oceano de lágrimas e nadando na fumaça do meu cigarro.…

Amor..

Paixões padronizadas.
Relacionamentos desagradavelmente estáveis.
Corações embalados a vácuo,
vendidos em lojas de conveniência.
E as pessoas continuam sem (se) entender.
“Amor fora do corpo, só se for em bolsas de sangue.”
Amor real não prende, liberta.

Juventude perdida…

Quem de nós nunca ouviu a afirmação ” a juventude de hoje está perdida” sendo falada por pessoas mais velhas,ou até mesmo por adolescentes que não curtem a melhor fase da vida ou por opção ou até mesmo por não ter coragem de se arriscar sair da proteção da barra da saia de seus pais.

Não é bem isso que vejo e acredito a cada dia que passa, o que a juventude me mostra são joves interessados no futuro, joves capazes de fazer valer os seus direitos e suas ideias aqui mesmo pela internet. Vejo jovens que conseguem ser futuros Carlos Drummond De Andrande, Mario Quintana…

Mais é fato que existe uma grande parte que “fode” (desculpe a expressão) os jovens que conseguem fazer coisas boas, são aqueles jovens vagabundos que se dizem pseudo preocupados com mundo, que twittam coisas como preocupação com o Japão nesse momento, que postam fotos do povo passando fome na África e na verdade não fazem porra nenhuma para tentar mudar isso, são aqueles que falam que odeia os Estados Unidos e o imperialismo imposto por eles sobre as outras nações e antes de sairem de casa calçam um All-Star, bebem um litro de Coca-Cola e vã comer em um Burguer King da vida.

E essa minha indgnação toda pra dizer duas coisas:

1- Pessoas mais velhas: Só porque nós bebemos e fazemos merda não quer dizer que não podemos ser tão bons ou melhores do que a geração de vocês que a única coisa que fez foi uma guerra ridicula!

2-Jovens pseudo preocupados: Se querem se expressar pelo menos façam algo que condiz com isso ou então é melhor ficarem calados e se fuderem sozinhos!

É Ela…

Encontrei no porto atrás da capela
Numa bela tarde de sol, lá se dorme em paz
Admirei com olhos de aquarela
Rascunho pintado na tela, seu mundo sem cor
Derramei cera queimada da vela
Pequenina lumiava a capela e um santo qualquer
Acreditei que porta fechada é janela
Aberta pra brisa e toda pessoa de fé
Sonhei com cê,com o céu, com o seu
Sonho perdido
Sereno o vento vem trazer o que é incompleto,
O acaso aqui nos traz tão perto
E não esconde o gesto de querer dizer
É ela quem eu quero para mim
Da terra,do porto da capela
Escrevi poema de rima e beleza
Diga a ela que sirva a mesa, seu sonho de amor
Recoloquei tinta na minha aquarela
A mais bela mistura, você traduzida em cor
Avistei de longe da minha janela
A menina porto da capela, o motivo, a razão
Recebi mensagem mandada em garrafa
Descobri um sorriso sem graça e o pincel foi ao chão
Sonhei em ser seu, ser céu e sol
Sonhei contigo
Gritei pro mar minhas vontades, minha sina
O meu medo aqui termina
Pois é hoje que eu quero lhe falar
É ela quem eu quero para mim
Da terra,do porto da capela



Entradas Mais Antigas Anteriores