“Não tenho vergonha de dizer que estou triste,

Não dessa tristeza ignominiosa dos que,em vez de se matarem,fazem poemas:Estou triste por que vocês são burros e feios e não morrem nunca”

 

Texto de: Mario Quintana

Bilhete

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda…

 

“Um texto de: Mario Quintana”